Combatentes falecidos homenageados em Campo Maior

O Núcleo de Campo Maior da Liga dos Combatentes assinalou, esta manhã, o Dia de Finados com uma cerimónia de homenagem aos combatentes falecidos.

João Restolho, presidente do núcleo, referiu que “esta homenagem é cheia de simbolismo, não deixando esquecer aqueles que por nós lutaram” e lamentou que não “as pessoas que marcam presença são cada vez menos”.

João Muacho, presidente da Câmara Municipal de Campo Maior, referiu que “este é o momento de recordar e homenagear os que combateram por Portugal, nomeadamente campomaiorenses, uma homenagem à qual a câmara municipal sempre se associa”.

O tenente coronel de cavalaria Noruegas, em representação do Chefe do Estado-Maior do Exército e do Regimento de Cavalaria nº 3 de Estremoz, referiu que “estar nestas cerimónias é sempre um prazer porque lembram os falecidos em combates, não só na primeira e segunda guerras mundiais, mas também os que estiveram em missões no estrangeiro que deram não só o seu corpo, mas o seu sacrifício pela pátria.” Campo Maior “é mais uma localidade com uma grande ligação com os ex-combatentes, localidade que transfronteiriça onde muitos habitantes passarem pelas fileiras militares e deram o seu corpo pelo país.”

A homenagem decorreu no Talhão do Núcleo, no Cemitério de Campo Maior.