Florista de São Domingos aberta ao público há 18 anos

Aberta ao público, em Elvas, há 18 anos, a Florista de São Domingos não tem mãos a medir por estes dias, devido à tradição portuguesa de, em dia de Todos os Santos e de Finados, se colocar flores nas campas daqueles que já partiram.

A verdade é que Mafalda (na foto) tem muito trabalho ao longo de todo o ano, procurando sempre dar o melhor de si em cada arranjo de flores que faz.

Mafalda revela que o seu gosto pelas flores nasceu já consigo, sendo este estabelecimento “um sonho realizado”. “Eu, com 17 anos, comecei a trabalhar nisto, com uma pessoa que fez parte da minha vida, numa das mais antigas floristas da cidade”, começa por revelar. “Entretanto, fui trabalhando noutras áreas, mas o bichinho ficou sempre cá”, adianta.

Apesar de uma fase mais complicada, com o preço das flores a conhecer um aumento, face a anos anteriores, a nossa entrevistada garante que “o poder de compra está complicado”, embora assegure que, ao final do dia, se sente realizada. “É muito bom quando gostamos daquilo que fazemos”, acrescenta.

Mafalda revela ainda que se dedica de corpo e alma a este seu negócio, restando-lhe muito pouco tempo para desfrutar de algum descanso. Sem horas e sem dias de folga, esta florista trabalha todos os dias da semana, aceitando sempre as várias encomendas que lhe chegam, lembrando que, no caso de um casamento, acaba por dedicar um dia inteiro à cerimónia.

A Florista de São Domingos, situada no Largo de São Domingos, em Elvas, tem à disposição dos seus clientes, uma vasta variedade de flores e arranjos para as mais diversas ocasiões, como casamentos, cerimónias fúnebres e aniversários. Nesta quinta-feira dia 31, a Rádio ELVAS esteve lá, em reportagem direta.