Lojas Alentejo podem ter os dias contados

As Lojas Alentejo, em Campo Maior, comemoram este domingo, 27 de outubro, 24 anos de existência. Apesar de mais de duas dezenas de anos ao serviço dos campomaiorenses, os supermercados da Delta podem ter os dias contados, tanto em Campo Maior como em Elvas.

O comendador Rui Nabeiro lembra que, quando as Lojas Alentejo chegaram a Campo Maior, não havia outras do género. “Nós temos que reconhecer aquilo que fazemos melhor e a parte de alimentação, só quando nos dedicamos a grande escala”, começa por dizer. “O nosso caminho é mais de saída que de entrada”, acrescenta.

“Nós vamos aguentar até que possamos, mas tudo aconselha a que realmente tenhamos o cuidado de fazer destas casas, talvez casas mais especializadas”, diz ainda Rui Nabeiro.

O café, lembra o comendador, continua a ser a principal aposta e a grande prioridade do grupo Nabeiro. “(Ao nível do café) crescemos todos os dias, mas na alimentação não se cresce, e não pretendemos, porque é um mercado em que há tantas empresas com muito conhecimento, com pessoal altamente qualificado”, assegura. “Com o devido respeito pelas pessoas”, o comendador assegura que “há falta de qualidade, em certa medida”, nas lojas de Campo Maior e Elvas.

Ao todo, entre Campo Maior e Elvas, as Lojas Alentejo empregam mais de 80 pessoas, sendo que, de acordo com Rui Nabeiro, caso as superfícies comerciais fechem portas, nenhum dos trabalhadores saíra prejudicado.

Em dia de aniversário, Rui Nabeiro soprou as velas destes 24 anos da existência da loja em Campo Maior, perante funcionários, amigos e clientes. A festa contou ainda com cantares alentejanos e, ao longo de todo o dia, decorrem passeios de tuk tuk pela vila.