Jornadas técnicas de saúde animal juntaram oito países em Elvas

Elvas recebeu hoje e ontem, dias 24 e 25 as jornadas técnicas da Federação Europeia para a Saúde Animal e a Segurança Sanitária (FESASS), numa organização conjunta com a União dos Agrupamentos de Defesa Sanitária do Alentejo e a União de Defesa Sanitária do Entre Douro e Minho.

As jornadas tiveram como objetivo “juntar produtores, técnicos, médicos veterinários relacionados com a saúde animal” e assumiram-se como “uma reflexão acerca da nova legislação europeia sobre este tema”, como explica João Palmeiro, da União dos Agrupamentos de Defesa Sanitária do Alentejo.

João Palmeiro refere que “ainda estão em discussão alguns aspetos relativamente a esta nova lei de saúde animal, dados que têm que ser terminados e há também a discussão interna sobre alguns assuntos”. O compromisso destas organizações é “continuar a apoiar os agricultores nas suas tarefas sanitárias de forma a garantir produtos de origem natural com qualidade, e ao mesmo tempo permitir que os produtores continuem a fazer a sua atividade e possam sobreviver no mercado”.

No Alentejo, existem diversos problemas como “a falta de água, que condiciona a atividade dos produtores”, há situações difíceis de ultrapassar, além disso em termos sanitários a situação está melhor”, no entanto “existem dificuldades, como a adaptação à nova lei”, no entanto considera que “estão num bom caminho para erradicar as doenças como brucelose e a tuberculose”.

O vice presidente da Câmara de Elvas, Cláudio Carapuça, marcou presença nestas jornadas e referiu que “é fantástico para Elvas ter iniciativas desta Natureza, que refletem problemas comuns a nível europeu e que tanto preocupam o setor”.

As jornadas decorreram no Centro de Negócios Transfronteiriço de Elvas, onde estiveram representados oito países europeus.