Escola da Boa-Fé em risco de fechar por falta de funcionários

A escola sede do Agrupamento nº1 de Elvas, localizada na Boa-Fé, está em risco de fechar devido à falta de funcionários.

O agrupamento tem, atualmente, “16 funcionários a trabalhar, sendo que na escola do 2º e 3º ciclos se encontram apenas 11 para dar resposta às necessidades de 330 alunos”, segundo Paula Rondão Almeida, diretora do agrupamento.

Na edição desta quarta-feira do Magazine de Informação e Música na Rádio ELVAS, Paula Rondão garantiu que “a situação verificou-se também na Escola Básica de Alcáçova, que esteve em risco de não abrir. O caso foi resolvido pela Câmara de Elvas que assumiu a colocação de funcionários”.

Paula Rondão viu-se já obrigada a encerrar “uma sala de apoio à deficiência onde estavam sete crianças com menos de 20 por cento de autonomia”.

Com a transferência de competências para a autarquia elvense, a partir de janeiro, Paula Rondão garante que “por parte do Ministério da Educação se está a pedir para aguardar, situação que é incomportável para o agrupamento”.

Recorde-se que do Agrupamento nº1 de Elvas fazem parte a EB 2,3 nº2 de Elvas, na Boa-Fé, EB 1 e Jardim de Infância de Alcáçova, EB 1 e Jardim de Infância da Boa Fé, EB 1 e Jardim de Infância das Fontaínhas e EB 1 e Jardim de Infância da Raposeira.