Eco Arte Educadora une escolas da EUROBEC por “um planeta mais sustentável”

O primeiro encontro, no âmbito do projeto EUROBEC, com o projeto Eco Arte Educadora,  decorreu ontem, quinta-feira, dia 10, no Parque Verde, em Campo Maior.

Neste encontro estiveram cerca de 50 crianças e respetivas professoras da Escola Básica de Santa Luzia, do Centro Escolar Comendador Rui Nabeiro e da Escola Agila, de Badajoz.

“Mãe natureza estamos aqui para ti”, foi a frase proferida pelos alunos que participaram neste encontro, com uma consciência de que “o planeta precisa de ajuda, devido ao excesso de lixo,” sendo por isso importante “reciclar, não poluir e não cortar árvores”. Estes alunos afirmaram que quando veem atitudes menos ecológicas por parte de outros colegas, têm presente que os devem sensibilizar, para um planeta melhor.

Céu Peguinho, coordenadora do projeto explica que “o projeto é importante porque as crianças aprendem a partilhar conhecimentos e a interagir com os outros”. O nome do projeto Eco Arte Educadora, explica a coordenadora, “pretende educar as crianças desde pequenas para conseguir um mundo diferente, elas aprendem a reciclar tudo, só construindo em parceria é que conseguem colocar grãozinhos no mundo e obter resultados globais.”

Paula Bica, professora do terceiro ano na Escola Básica de Santa Luzia, em Elvas explica que, diariamente, desenvolve com os alunos “atividades relacionadas com a reciclagem, que incluem os pais, de forma a construir objetos de arte, para que com pequenos gestos se possa mudar algo no planeta”.

A professora Lurdes Ribeiro do Centro Escolar Comendador Rui Nabeiro referiu que “este projeto e as atividades desenvolvidas são importantíssimas para o desenvolvimento das crianças, para conhecerem outras culturas e obterem o gosto pela natureza, com uma mentalidade ecológica”. As atividades baseiam-se, segundo a professora, “no amor à natureza”.

Também a Escola Agila de Badajoz, que se assume como uma escola Livre participou no encontro, e a professora Clara Baez referiu que “este projeto engloba diversas atividades, sendo que as tradições e ecologia são os pontos fortes do projeto, uma vez que a união com outras cidades tem sempre como objetivo a melhoria”.

Ao todo são três projetos que têm em vista a ecologia através da arte, as raízes e tradições e também as danças e cantes características das três localidades. Os próximos encontros decorrem na Herdade dos Adaens e também em Elvas.