GARE de Évora preocupada com sinistralidade rodoviária

A Associação para a Promoção de uma Cultura de Segurança Rodoviária de Évora, está preocupada com o que se vem afirmando repetidamente sobre o aumento da sinistralidade rodoviária em Portugal.

António Adérito Araújo, presidente da Direção da GARE, refere que “Portugal deixou de investir em segurança rodoviária, e os números estão aí para provar isso mesmo”.

A associação não espera um cenário animador para este ano de 2019 no que diz respeito aos números da sinistralidade: “os números têm vindo a aumentar desde 2017 e por quê? Porque não se faz nada para reduzir os acidentes”.