Romaria de São Lourenço: tradição volta a cumprir-se

A Sociedade Recreativa de Varche voltou a realizar este domingo, 5 de outubro, a tradicional Romaria de São Lourenço: uma festa que une a religião a momentos de convívio e descontração, mas à qual poucos jovens aderem.

Ainda assim, Bruno Belchior, presidente da Sociedade Recreativa de Varche, explica que com esta romaria procura-se “manter a tradição”, assim como “dinamizar a freguesia”. Bruno Belchior garante ainda não ser fácil levar os jovens a participar neste tipo de eventos, adiantando ser necessário pensar em alternativas para começar a atrair esta faixa etária, evitando que estas tradições caiam em esquecimento.

Já Cristina Bravo, responsável pela componente mais religiosa desta romaria, explica que não há ideia de quando a mesma começou, mas que é importante dar-lhe continuidade.

De carroça, pela manhã, de Vila Boim até São Lourenço, viajaram dois romeiros: João Espada e Manuel Ticas. Manuel revela que participa nesta romaria desde que se lembra que existe o grupo de romeiros de Vila Boim e que tem procurado incutir no neto o seu gosto por este tipo de iniciativas. João, por sua vez, receia que esta tradição se venha a extinguir, tendo em conta que os mais novos “não dão importância” a estas romarias. Ambos concordam que mais gente, incluindo do grupo de romeiros de Vila Boim, podia e devia unir-se a este tipo de festas.

Durante a tarde deste domingo, decorre uma missa na igreja de São Lourenço, seguida de procissão. À hora de almoço, o som da concertina fez-se ouvir, levando os presentes a

O evento é organizado pela Sociedade Recreativa de Varche, com o apoio da Câmara Municipal de Elvas e da Junta de Freguesia de São Brás e São Lourenço.