Malato abriu ano letivo na Universidade Sénior de Monforte

A Universidade Sénior do Município de Monforte já iniciou as atividades do ano letivo 2019/2020, promovendo, na passada terça-feira, dia 1 de outubro, no CEFUS (Centro de Educação, Formação e Universidade Sénior), a sessão de abertura.

Neste início de ano letivo estiveram presentes, para além da respetiva coordenadora, Sónia Franco, o presidente do Município, Gonçalo Lagem, o vice-presidente e vereadores, Fernando Saião, Mariana Mota e Emídio Mata, e o conhecido apresentador José Carlos Malato, convidado especial que, uma vez mais, se deslocou à sua terra natal, Monforte, desta vez para desejar um bom trabalho aos professores, alunos e restantes colaboradores desse serviço criado e gerido pela Câmara Municipal, aos quais se juntou um grupo constituído por professores e alunos da Academia Sénior de Arronches.

Gonçalo Lagem reiterou os elogios que, desde a fundação da USM, tem vindo a tecer a todos os intervenientes, realçando a dedicação dos alunos e o papel desempenhado voluntariamente pelos colaboradores e recordou que a notoriedade alcançada pela Universidade Sénior de Monforte muito tem honrado o nome do Concelho em todo o país e também além-fronteiras.

Para além da participação de alunos e professores, enalteceu igualmente a intervenção que têm tido os restantes serviços municipais competentes e de outros organismos externos com os quais se mantêm regularmente formas de colaboração que valorizam fortemente a função social assumida por esta valência disponibilizada pelo Município.

Entretanto, um dos momentos mais emotivos da cerimónia deu-se quando José Carlos Malato falou, pela primeira vez, em público, da morte do seu pai, falecido há cerca de um ano e meio, esclarecendo que estava a aguardar uma ocasião que considerasse particularmente especial e, portanto, foi sentindo-se em casa, rodeado de gente que lhe é muito familiar, que finalmente decidiu relembrar o nome do seu pai, António Malato, o “Totai”, como carinhosamente era apelidado em Monforte.

Este ano, estão inscritos 55 alunos que irão frequentar 13 disciplinas lecionadas por 20 professores, tais como artes criativas; atelier de azulejo; cantares; cozinha caseira; ginástica sénior/dança; hidroginástica; história; informática; inglês – Iniciação ao inglês; passado (re)visitado; saúde; teatro; turismo e lazer. Para além do programa curricular de cada disciplina, serão desenvolvidas atividades paralelas procurando levar os alunos a viver outras experiências, contactar com diferentes realidades e conhecer outras regiões do país.