Elvas comemora os seniores

A população portuguesa está a envelhecer rapidamente e a cidade de Elvas comemora a chegada da idade de ouro com idosos ativos e felizes.

Fonte: Pixabay.com

Múltiplas atividades para celebrar os seniores

A Câmara Municipal de Elvas uniu forças com o Centro Humanitário Elvas de la Cruz para comemorar os idosos da região com a II Feira de Atividades Sénior Ativamente, realizada no Centro de Negócios Transfronteiriço em 13 de setembro.

Através de danças sensoriais, animação musical, ginástica adaptada, ateliers e vários jogos focados em manter a mente ativa, como bingo, dezenas de idosos e as suas famílias desfrutaram de um momento de relaxamento e recreação.

Para este evento inaugurado pelo presidente da Câmara Municipal de Elvas, Nuno Mocinha, ficou claro que o objetivo é sensibilizar a comunidade sobre os vários aspetos do envelhecimento e a importância de valorizar essa parte crescente da população do país.

A importância da atividade no envelhecimento

Elvas é uma cidade reconhecida como Património Mundial pela UNESCO, devido às suas fortificações históricas e à riqueza cultural que acompanha esse local. O exposto se torna uma motivação para os idosos permanecerem fisicamente ativos, apreciando a paisagem e a história da região, como é feito todos os anos com a caminhada sénior que inaugura os Jogos do Alto Alentejo.

Além disso, jogos como o acima mencionado bingo, blackjack, póquer ou roleta, e as suas respetivas versões online, as quais é possível jogar aqui no computador ou mesmo no smartphone, tornaram-se uma alternativa para manter ativa a mente dos seniores com mobilidade diminuída.

A utilização das múltiplas possibilidades disponíveis hoje para os idosos poderem envelhecer ativamente, torna-se importante para o presente e o futuro de Portugal, uma vez que cerca de 20% da população do país já é sénior e esse número vai dobrar nos próximos 60 anos.

Fonte: Unsplash.com

Envelhecimento ativo em Portugal

Segundo um estudo do Instituto Nacional de Estatística, quase a metade da população portuguesa terá mais de 65 anos até 2080, pelo que o envelhecimento em Portugal deve ser considerado o mais positivo e ativo possível.

Deixando de lado questões monetárias, mais da metade dos portugueses seniores que trabalham na atualidade, o fazem porque são capazes de fazê-lo, gostam do que fazem, e as atividades que realizam permitem que se sintam úteis. Essa atividade em idades avançadas, ajuda a promover a inclusão social e, como mostra a história, não limita o sucesso e a criatividade.

Exemplos disso são o artista Pablo Picasso, que permaneceu ativo até o dia da sua morte aos 92 anos, o cineasta Manoel de Oliveira, que fez o seu último filme aos 106 anos, e até o escritor José Saramago, quem recebeu um Prémio Nobel de Literatura aos 76 anos.

Iniciativas como a Feira de Atividades Sénior Ativamente ajudam a integrar e estimular os idosos em Portugal, além de aumentar a consciencialização sobre a importância de manter uma vida ativa desde a juventude. A idade avançada não significa necessariamente uma perda de capacidade de criar, produzir ou contribuir, pelo contrário, torna-se uma motivação para celebrar a experiência dos seniores do país.