Cineasta português vence prémio no Festival de Badajoz

A curta-metragem ‘Sleepwalk’, do cineasta português Filipe Melo, ganhou o Prémio Onofre à Melhor Curta-metragem no 25º Festival Ibérico de Cinema (FIC), que finalizou na noite de sábado com a entrega dos Prémios Onofre, numa cerimónia celebrada no terraço do teatro López de Ayala de Badajoz. A gala pôs fim a cinco dias nos quais foram projetadas 35 curtas em diferentes secções.

‘Sleepwalk’ é uma coprodução entre Portugal e Estados Unidos e conta uma história americana na qual o protagonista viaja desde o Arizona ao Texas com uma missão secreta: conseguir uma fatia de tarte de maçã.

Esta curta-metragem é uma adaptação ao grande ecrã do conto de BD com o mesmo nome, publicado pela primeira vez na revista Granta Portugal e escrito por Filipe Melo, que além de diretor de cinema é pianista e autor de banda desenhada.

As curtas-metragens portuguesas chamaram a atenção na gala do 25º Festival Ibérico de Cinema, pois dos cinco trabalhos de realizadores portugueses apresentados ao certame três foram premiados.

O ator Fernando Rodrigues ganhou o Prémio AISGE à Melhor Interpretação Masculina pelo seu trabalho em ‘Por tua Testemunha’, de João Pupo, e ‘Equinócio’, de Ivo M. Ferreira obteve o Prémio AEC à Melhor Fotografia, realizada por João Ribeiro.