Barragem do Abrilongo condiciona campanha de rega

A Associação de Beneficiários do Xévora já divulgou os critérios relativamente à campanha de rega para 2019. Neste momento, o volume da Barragem do Abrilongo está nos 54%, com 9 milhões de metros cúbicos disponíveis, o que irá condicionar a campanha de rega para este ano.

António Pinheiro, responsável pela Associação de Beneficiários do Xévora, explicou que as condições para a campanha de rega, prevêem “8 mil metros cúbicos por hectare no perímetro de rega previsível, em que o produtor que os tem pode utilizá-los dentro ou fora do perímetro de rega da sua propriedade”.

Caso a situação climática não se altere, no dia 15 de outubro, a campanha de rega do Xévora cessa, sendo que “não se pode controlar se haverá água disponível ou não até essa data, tendo em conta que a chuva tem sido escassa na região”, como explica João Pinheiro, responsável pela Associação de Beneficiários do Xévora.

A Associação de Beneficiários do Caia também já divulgou os critérios em relação à campanha de rega, sendo que o volume da Barragem do Caia está nos 35%.

João Ramalho, da Associação de Beneficiários do Caia, informou que as restrições que foram impostas aos agricultores para poupar água dentro do perímetro olivais intensivos foram “3 mil metros cúbicos por hectare, para outras culturas 6 840 metros cúbicos por hectare e fora do perímetro 1 200 metros cúbicos para todas as culturas”.

Caso a Barragem do Xévora não consiga assegurar a campanha até 15 de outubro a opção será aumentar a capacidade de reservas, devendo os produtores canalizar a pouca água que têm.