Terras sem Sombra promove passeio em Olivença

A cidade de Olivença vai receber o Terras sem Sombra hoje, dia 24. O objetivo é conhecer as raízes portuguesas, escutar algumas das mais belas músicas na Igreja de Santa María do Castelo, bem como apreciar a biodiversidade da serra de Alor.

A manhã de domingo vai ser dedicada à biodiversidade do concelho, a partir das 10.30 horas (hora espanhola), sob a orientação de dois peritos territoriais, Joaquín Figueredo e Norberto Antúnez, sendo a visita à serra de Alor.

A serra trata-se de um lugar-chave da zona, com uma altitude de 600 m e preserva zonas de mato onde se encontram verdadeiros tesouros botânicos. São de destacar algumas espécies raras como a peónia, conhecida na região como rosa-albardeira, que cresce em zonas altas, no meio das manchas de azinheiras, carrasqueiras e zambujeiros; a anagyris fœtida, única planta europeia polinizada por passariformes, como as felosas; o erodium mouretii ou relógio e a boca de dragão.

Podem-se encontrar mais de 15 espécies diferentes de orquídeas, entre elas a Barlia robertiana (orquídea gigante) e a Orchis itlaica (erva-do-homem-nu).

Todas as atividades são de acesso livre e sem inscrição prévia, partindo o Terras sem Sombra a seguir para Beja, Elvas, Cuba, Ferreira do Alentejo, Odemira, Barrancos, Santiago do Cacém e Sines.