Contrato para criação de Rota das Fortificações Abaluartadas da Raia

Os municípios de Elvas, Valença, Almeida e Marvão assinaram, ontem, terça-feira, dia 5, o contrato de financiamento para a criação de uma rota das Fortificações Abaluartadas da Raia, num investimento de 300 mil euros financiado pelo programa Valorizar.

A cerimónia decorreu em Valença e foi o primeiro passo para formalizar a candidatura das Fortalezas Abaluartadas da Raia a Património Mundial, junto da UNESCO. A criação desta rota vai permitir uma melhor interpretação, valorização e projeção deste legado patrimonial.

Com este projeto, pretende-se criar, em parceria com o Turismo de Portugal, um produto turístico de excelência, que vai transformar as quatro melhores Fortalezas de Portugal.

Para a implementação desta nova rota de turismo do património, vão ser criados quatro centros de interpretação em cada um dos municípios envolvidos, pretendendo ser “um produto turístico patrimonial de interpretação e valorização de um legado histórico único, da raia portuguesa”. No caso de Elvas, o centro de interpretação vai ser localizado no Forte da Graça.

A cerimónia contou com a presença da secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, do presidente da Câmara Municipal de Valença, Jorge Mendes; do presidente da Câmara Municipal de Almeida, António Machado; do presidente da Câmara Municipal de Marvão, Luís Vitorino; e do presidente da Câmara Municipal de Elvas, Nuno Mocinha.