Governo prevê aumento do abono de família

O Governo pretende implementar 33 novas medidas, no âmbito do ‘Programa para a Conciliação da Vida Profissional, Pessoal e Familiar’, entre elas o alargamento das licenças parentais e aumento dos abonos de família.

A licença parental inicial exclusiva dos pais vai aumentar de 15 para 20 dias, logo que a criança nasça.

Caso as mães desempregadas não tenham licença de maternidade, são os pais que passam a ter o direito a uma licença facultativa de 15 dias.

No que diz respeito aos abonos de família, o Governo pretende aumentar o valor, nos primeiros seis anos de vida, e alargar este aumento em agregados familiares com dois ou mais filhos, para crianças com menos de 12 meses.

Dentro das 33 medidas, está ainda o teletrabalho, horários adaptados, horas-limite para reuniões, ginástica laboral e desenvolvimento de sistemas de apoios pessoais e familiares.