Olivicultores reúnem em Elvas sobre furtos de azeitona

Os olivicultores da região reuniram ontem (terça-feira dia 20), na Associação de Beneficiários do Caia, em Elvas, com a Guarda Nacional Republicana (GNR) e com a câmara municipal, para discutir os problemas relacionados com a segurança dos agricultores e da sua produção.

Esta reunião realiza-se pelo segundo ano e o capitão da GNR, Cláudio Godinho, considera que a campanha do último ano correu melhor e o balanço é positivo. Com menos denúncias, menos furtos e menos detidos. O militar afirma ainda que é fundamental que os agricultores colaborem com a GNR e apresentem queixa, para que os militares possam atuar.

No ano passado, foram implementadas algumas medidas que contribuíram para a diminuição da criminalidade nos campos agrícolas, reduzindo os furtos de azeitona. No entanto, segundo o capitão Godinho, se houver alteração da legislação, poderia contribuir ainda mais para combater a criminalidade.

O vereador da câmara de Elvas Tiago Afonso disse que “o Município está ao lado do agricultores” e afirma que “alguns problemas foram resolvidos, mas ainda subsistem outros relacionados com algumas limitações legislativas”.

José Maria Falcão, presidente da Associação de Olivicultores e da Azeitonices, o novo agrupamento de produtores da região de Elvas, afirmou que houve menos participação dos agricultores este ano, porque o ano passado correu melhor e ainda é um pouco cedo.

Os Olivicultores, conforme referiu à Rádio ELVAS José Maria Falcão, defendem que haja regras e medidas mais apertadas para melhorar a situação.

A reunião por causa dos roubos da azeitona na região realizou-se ontem à tarde na Associação de Beneficiários do Caia. Na última, campanha houve 13 denuncias, 20 detidos e 16 mil quilos de azeitona apreendida.