Oito milhões de euros para novo Ciclo de Santa Luzia

O concurso público para a construção da nova Escola Básica nº 2 de Elvas (“Ciclo de Santa Luzia”) foi aprovado na reunião pública extraordinária da Câmara Municipal de Elvas realizada na manhã desta quinta-feira, feriado de 1 de novembro, no salão nobre dos Paços do Concelho. A deliberação foi tomada por unanimidade, pelos sete elementos que constituem o executivo municipal.

De acordo com declarações do presidente da câmara, Nuno Mocinha, o custo da obra “vai rondar os oito milhões de euros”, incluindo construção, equipamentos e acessos. O concurso público internacional “deve demorar seis a oito meses”, estando “o início da obra previsto para setembro de 2019” e a entrada em funcionamento do futuro estabelecimento de ensino para “o ano letivo de 2021/2022”.

Mocinha reconheceu que a responsabilidade desta construção é do Governo, uma vez que “a câmara leva por diante a obra apesar de não ser sua competência”, uma vez que a autarquia “tem competência apenas para o primeiro ciclo”. O autarca quis deixar um aviso claro: a câmara, “ao afetar este dinheiro a esta obra, deixa de o poder afetar noutras áreas. São opções que temos de tomar”, referiu.

A futura Escola Básica nº 2 de Elvas, após a conclusão das obras, vai passar a ter a entrada principal pela Estrada da Carvalha, o bloco central tem dois pisos, 29 salas de aula e quatro laboratórios, com uma capacidade máxima de 625 alunos. Um pavilhão desportivo, um campo de jogos descoberto e os principais trajetos no interior da escola cobertos por telheiros são outras caraterísticas do projeto.