APPACDM e Lar Alcântara Botelho com donativo de Francisco Caldeira em testamento

A Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) de Elvas e o Lar Júlio Alcântara Botelho receberam um donativo por parte de Francisco Caldeira, que deixou em testamento uma parte do dinheiro para ser entregue a instituições e ajudar os mais necessitados.

Luís Pedro, cabeça-de-casal da herança de Francisco Caldeira, revela que Francisco Caldeira “era um homem generoso e disposto a ajudar os outros”.

António Escarduça, presidente da direção da APPACDM de Elvas, referiu que “a entrega do cheque vai ficar para história da instituição e vai servir para colmatar dificuldades e investir no transporte dos doentes”.

Manuel Cortes, tesoureiro do Lar Júlio Alcântara Botelho, afirmou que “estes gestos ajudam a instituição” e que “a prioridade é remodelar a instalação e garantir os vencimentos e o bem-estar dos utentes”.

A APPACDM de Elvas recebeu um donativo de 43 mil euros e o lar Júlio Alcântara Botelho 27 mil euros da parte de Francisco Caldeira.