Alentejo arrecada 650 mil euros do Orçamento Participativo 2018

Entre os vencedores da II Edição do Orçamento Participativo 2018 a região do Alentejo foi contemplada com três projetos. No distrito de Portalegre o projeto “Marvão, Academia” vai ser implementado em três municípios: Castelo de Vide, Marvão e Portalegre. A iniciativa tem por objetivo convidar professores e músicos de grande distinção, de todo o mundo, e os ensaios e concertos teriam lugar nos castelos, igrejas e outros locais de interesse arquitetónico destes concelhos.

Adelaide Teixeira, Presidente do município de Portalegre, salientou que “esta iniciativa permite potenciar as instituições ligadas à música existentes no distrito”.

António Pita, Presidente da Câmara Municipal de Castelo de Vide, salientou “as dinâmicas culturais que se têm vindo a criar a partir desta iniciativa”.

Em Évora, o projeto “Parque Astronómico do Alentejo” vai ser implementado em cinco municípios: Moura, Alandroal, Mourão, Redondo e Reguengos de Monsaraz. O objetivo é criar módulos didáticos a céu aberto que possam ajudar na compreensão do Universo e das ciências Astronómicas

João Grilo, Presidente do município de Alandroal, considera que “os projetos aprovados são a prova de que a sociedade civil está em sintonia com os municípios na valorização do seu património”.

O projeto “Marvão, Academia” conta com um orçamento de 250 mil euros e o “Parque Astronómico do Alentejo” de 90 mil euros tendo ambos um prazo de dois anos.

O terceiro projeto vencedor designa-se de “Um mergulho na História” e vai ser aplicado em Alcácer Do Sal, Grândola, Sines.