Presidente da AEP considera preço da eletricidade “uma machadada” nas empresas

Paulo Nunes de Almeida, presidente da Associação Empresarial de Portugal, considera que o aumento do preço da eletricidade é “uma machadada” nas empresas. Algumas empresas estão a ser confrontadas com tarifas de eletricidade com subidas de 25 a 30 por cento, comparativamente às tarifas que tinham no contrato anterior.

Estas empresas não estão no mercado regulado e fazem acordos com os distribuidores. Algumas compraram energia ao dia no Mercado Ibérico de Eletricidade, mas essa opção acabou por não compensar.

A Associação Empresarial de Portugal já informou o Secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches, sobre esta situação e já foram iniciados contactos para conseguir minimizar este aumento das tarifas.

Paulo Nunes de Almeida refere que Espanha passa pelo mesmo problema e quer que sejam tomadas medidas para a que a competitividade das empresas não seja colocada em risco.