Revender bilhetes de espetáculos: legal ou ilegal?

thumb-revenda-bilhetesVender bilhetes para espetáculos por um preço superior ao de compra dá multa e/ou pena de prisão. Basta um euro acima do valor real do ingresso. Fazê-lo à porta do recinto é tão ilegal como colocar um anúncio online.

A jurista da DECO, Mara Constantino, refere que é possível comprar bilhetes para espetáculos em sites não oficiais, ou até à porta dos recintos onde está quase a decorrer o evento.

Mas o vendedor pode estar a incorrer numa prática ilegal se o preço de revenda for superior ao de compra. Basta um euro a mais para cometer o crime de especulação, ou seja, na prática, quem vende está a lucrar sem ter contribuído para a organização e realização do evento.

Para evitar situações fraudulentas, a DECO aconselha os compradores a só adquirir bilhetes em plataformas oficiais e sempre pelo preço de venda ao público.

Para saber mais sobre a revenda de bilhetes para espetáculos, pode aceder ao site da DECO em www.deco.proteste.pt.