Queixa de burla a artistas de simpósio em Elvas

O  1º Simpósio Internacional de Escultura, que se realiza em Elvas desde 31 de maio e que termina no próximo sábado dia 9, com dez artistas de cinco países, parece não estar a correr conforme previsto.

 

 

Os artistas queixam-se de burla por parte da diretora do simpósio, já que para além da falta de materiais, os artistas alegam que deveriam ter recebido cerca de 1.300 euros cada um.

A iniciativa resulta de uma parceria da AIAR com a Associação Mitógenia, que agora está sediada em Vila Viçosa. A diretora do simpósio é a responsável pela Associação Mitógenia.

Depois do simpósio terminar, as peças vão estar em exposição no Museu Militar de Elvas, conforme noticiou a Rádio ELVAS (ver aqui)