Câmara de Marvão alvo de buscas por eventual desvio de subsídios

A Câmara Municipal de Marvão, a Junta de Freguesia de São Salvador da Aramanha, casas de particulares e sociedades deste concelho foram alvo de buscas, na taerça-feira dia 22, por parte do DIAP (Departamento de Investigação e Ação Penal) de Évora.

De acordo com nota do Ministério Público (MP), está em causa a eventual “prática de crimes de desvio de subsídios e peculato praticados por titular de cargo político”.

Os factos terão ocorrido entre 2012 e 2016 e suspeita-se de irregularidades no programa de fundos públicos PRODER, um instrumento estratégico e financeiro de apoio ao desenvolvimento rural do continente.

À Radio ELVAS, o presidente do município Luís Vitorino, disse “estar tranquilo com a situação, sem nada a esconder”. Assume que “já não é a primeira vez que há buscas na autarquia, daí não perceber este comunicado do Ministério Publico”.

De acordo com o MP, não há arguidos constituídos.

Oiça as declarações nos noticiários