ULSNA: greve dos médicos com adesão de 28,3%

O primeiro dia de greve dos médicos teve uma adesão de 28,3% nos hospitais do distrito de Portalegre, segundo dados recolhidos ao final da manhã.

A Rádio ELVAS contactou o porta voz do Gabinete de Comunicação da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA), Ilídio Pinto Cardoso, que referiu que os serviços afetados foram ao nível das consultas externas, medicina interna e cirurgia.

A greve decorre até quinta-feira, foi convocada pelo Sindicato Independente dos Médicos (SIM) e pela Federação Nacional dos Médicos (FNAM) que exigem a revisão das carreiras médicas e respetivas grelhas salariais, a redução do trabalho suplementar anual, o limite de doze horas de trabalho semanal em serviço de urgência e o reajustamento das listas de utentes dos médicos de família, de 1900 para 1550 utentes.