Elvas: greve encerra bar do hospital

GreveGeral24HorasOs trabalhadores de cantinas e refeitórios iniciaram, nesta segunda-feira 9 de junho, uma greve nacional que dura 24 horas.

Em Elvas, segundo a Rádio ELVAS conseguiu apurar, esta greve não se fez sentir em nenhum estabelecimento de ensino.

Já na área da Saúde, o bar do Hospital de Santa Luzia encontra-se encerrado no período da manhã, pois as três funcionárias estão em greve, de acordo com fonte da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano. A mesma fonte assegura que os restantes serviços, nomeadamente as refeições que são servidas aos doentes, estão garantidas.

No hospital de Portalegre, cinco funcionárias da mesma empresa estão em greve no entanto, os serviços estão todos assegurados. Estas funcionárias pertencem à empresa Such Nutrição. Depois das 14 horas, e com a entrada do turno da tarde, não se sabe ainda o qeu poderá acontecer.

No distrito de Évora, os trabalhadores da empresa SOLNAVE, que presta serviço na cantina do Centro de Formação do IEFP na Zona Industrial de Évora participam na greve por terem neste momento salários em atraso. Por esse motivo “todas as trabalhadoras fizeram greve e estão concentradas frente ao Centro de Formação do IEFP da Zona Industrial de Évora”, como nos confirmou Valter Lóios, coordenador da União dos sindicatos de Évora.

Esta greve é motivada pela exigência da atualização imediata dos salários, pela revisão do contrato coletivo de trabalho do setor e pela defesa dos direitos dos trabalhadores.