Agricultores preocupados com “sucessivas alterações” no Setor

AntonioBonitoO presidente da Associação de Agricultores do Distrito de Portalegre (AADP) está preocupado com as “sucessivas alterações” de políticas para o setor contempladas na nova PAC – Política Agrícola Comum.

À Rádio ELVAS, António Bonito (na foto) explicou que a sua preocupação advém do facto “destas políticas serem idealizadas mediante um determinado conceito e depois parece que se esquecem para quem são feitas: os agricultores”.

“Setor precisa de uma política mais justa”

Bonito alerta para a necessidade de “uma política mais justa para o setor” e exemplifica recorrendo à ironia: “Não nos podem dizer para irmos jogar rugby, nós equipamo-nos e preparamo-nos e depois, de um momento para o outro, dizem-nos para dançar ballet. Por vezes é isto que acontece aos agricultores”.

De acordo com o presidente da Associação dos Agricultores de Portalegre, são “várias” as sucessivas alterações que têm prejudicado o setor no distrito de Portalegre.

“Nós (agricultores) fomo-nos preparando ao longo de vários quadros nalgumas atividades, como é o caso das vacas aleitantes, nas quais investimos e em que fomos desmantelando setores mais tradicionais no Alentejo, como os cereais (…) Deixamos de ter culturas e passamos para a parte dos animais. Vemos com muita preocupação estas alterações”.

Afirmando-se “contra a alteração das regras” a meio de um quadro comunitário, o presidente da AADP diz esperar que a situação seja “alterada no futuro para que os agricultores não vivam na “incerteza”.